SEGUIDORES DE SI

30 de novembro de 2010

AMOR: VERDADE OU MENTIRA?




AMOR: VERDADE OU MENTIRA?


Filhos amados do coração! Saudações de Shamballa!

Eu sou a Mestra Rowena, chohan do Raio Rosa.

Queridos filhos, que alegria infindável estarmos aqui com vocês!

Recebam nossos eflúvios de amor e alegria por podermos estabelecer comunicação direta com cada um de vocês, sintam-se amorosamente abraçados.

Amados filhos, sabem que nossa condição de Mestre não nos diferencia em quase nada com relação a vocês, não é?

Vocês todos são mestres, e apenas um véu muito sutil nos separa, o equivalente a uma respiração. Portanto, sempre estamos unidos a vocês, e isso nunca duvideis, afinal somos todos Um!

Venho hoje dizer-lhes que àquele que traz o amor puro e sincero em seu coração não deve contrariar suas atitudes através dos seus atos. Pois àquele que verdadeiramente ama, transfere ao seu cotidiano todo o sentimento que transborda de seu ser, e se isso não acontece, seria saudável repensar vossos sentimentos.

Na hipótese de trazerem grande sentimento pela humanidade isso inevitavelmente moverá em vocês um sentimento incontrolável de amor perene e equilibrado, combustível que só alimentará o mais fraterno sentimento amoroso, não restando qualquer mágoa ou mesmo agressividade que queira sair de vossos poros feito gás preso em bexiga infantil, não é mesmo?

Mas se quem diz que ama e não demonstra isso através de atos e atitudes, talvez ou ainda não tenha amadurecido esse sentimento, ou mesmo, está a enganar-se.

Não há equívoco em se declarar amor e não senti-lo profundamente, o erro está em não se melhorar enquanto se diz amar, pois tão nobre sentimento só pode frutificar ações construtivas e salutares a si e ao grupo do qual se busca ser exemplo.

Sentimentos de vingança, ódio e agressividade não podem ser alimentados por aquele que diz amar.

O amor traz consigo além do sentimento puro e sincero, a ausência de expectativa por retribuição sobre qualquer coisa que se faca em prol desse sentimento.

O coração sabe quando se tem diante de si uma declaração sincera, rejeitando-se apenas a verdade quando se encontra contaminado por mágoas do passado que não devem ser alimentadas e menos ainda trazidas para vossa realidade atual.

Portanto, amados filhos, como se iniciar um verdadeiro romance, quando na realidade feridas profundas provenientes de um passado nem tão distante ainda não foram cicatrizadas, a quem estamos querendo enganar?

Não seria precoce e até mesmo leviano pronunciar tais palavras mágicas, quando ainda não se ama verdadeiramente?

E ignorar o mais puro e sincero sentimento quando se olha com os olhos do EGO e não com os olhos do coração?

E mais, o que dizer daqueles que usam de pessoas para alcançarem seus vis objetivos de sedução, sem qualquer escrúpulo, a quem estão a enganar? Se não a si mesmos, pois à vida, tudo é verdade.

Ademais, entendam que enganar-se é a primeira mentira, as outras vem por acréscimo, pois acompanham àquele que se auto-entitula dono de meias verdades, quando na realidade, sequer enxerga um palmo diante de si.

Nada é perdido nessas situações pois pouco a pouco àquele que pensa enganar, logo percebe que é o enganado, aí já é tarde, para recuperar o tempo, mas cedo para se iniciar uma nova jornada rumo à verdadeira felicidade, levantando um castelo sobre bases sólidas, cujo vento e tempestade não vão abalar.

Eu sou Vossa Mestra Rowena, deixo-os em amor.




Canalização de Elisangelis G. de Souza e GRUPO SOMOS LUZ EM AÇÃO em 30-11-2010.
http://vozdaeradeouro.blogspot.com/
http://somosluzemacao.blogspot.com/

Um comentário:

  1. Obrigado Elisangelis,pela dedicação e perseverança, exemplo a ser seguido.

    ResponderExcluir